refluxo

REFLUXO NA GRAVIDEZ: COMO EVITAR

by • setembro 15, 2014 • Destaques, Gravidez, SaúdeComments (0)3246

Untitled3:30 da manhã, a @mamaebanana quase morre com um refluxo terrivelmente inesperado, e no processo, quase me mata de susto. Imagina você, papai, todo relaxado, sem aquela barriga enorme, sem aquele calor infernal que acompanha todas as grávidas, confortávelmente deitado na cama – coisa que elas nem lembram mais como é – quando de repente sua esposa senta desesperadamente procurando por um ar que não vem, tudo isso ao som de um gemido absurdamente agonizante.

Segundo ela, sua garganta fechou assim que ela foi tomada por uma sensação horrível. Tentou se sentar e respirar, mas o ar não vinha.

Cinco minutos depois, tava a @mamaebanana pedindo pra eu procurar na internet o que fazer pra diminuir/evitar essa sensação.

E agora, José?!

Encontrei um zilhão de referências de mamães lá pela 33a semana de gravidez reclamando de refluxo. Elas já passaram pelos enjoos, caimbras, desequilibrios, agora é a vez do refluxo. Ele acontece quando quer, especialmente depois das refeições mais avantajadas.

Juliana Cavani, a grávida bipolar, passou exatamente pela mesma coisa que a minha esposa, numa derradeira noite, lá pelas 4 da manhã. Ela então compilou esta lista de dicas super bacana e resumida sobre como evitar/minimizar o refluxo.

Aqui vai:

1. Evite pratos fortes ou gordurosos, frituras, chocolate e frutas cítricas;
2. Evite bebidas alcoólicas, café, chá preto (por causa da cafeína) e refrigerante (o gás promove o aumento da pressão intragástrica);
3. Faça refeições pequenas e frequentes (de preferência 6);
4. Ponha pouca comida de cada vez na boca e mastigue bem;
5. Não beba muito líquido durante as refeições, isso evita que seu estômago fique muito distendido. (Mas não esqueça de que é importante beber cerca de oito copos de água por dia durante a gravidez — faça isso no intervalo entre as refeições.);
6. Depois de comer, tente ficar sem se deitar por pelo menos uma hora. Alguns sites recomendam fazer a última refeição 3 horas antes de dormir;
7. Monte um encosto na cama com vários travesseiros para dormir numa posição semi-sentada. Existem no mercado também travesseiros anti-refluxo, que formam uma “rampa” na cama, mantendo sua cabeça elevada. A gravidade ajuda a manter os ácidos no estômago — que é o lugar deles –, o que colabora para uma boa digestão. Ajuda também elevar a cabeceira da cama com um toco de madeira de uns 15cm;
8. Uma leve caminhada após as refeições pode ajudar no processo de digestão (isso se a atividade física for autorizada pelo médico);
9. Um antiácido que contenha magnésio ou cálcio pode aliviar o desconforto, mas fale com o médico antes de tomar, porque algumas marcas contêm grande quantidade de sódio. Também não deixe de falar com o médico se nenhuma dessas medidas ajudar a aliviar o desconforto, pois ele poderá receitar um medicamento mais específico, conhecido como “inibidor de bomba”.

Você vê como é a vida. Cá estou eu, pobre pai, escrevendo um artigo as 03 e ‘cassetada’ da manhã, porque ainda não me recuperei do susto que a esposa me deu com esse tal de refluxo grave. Ela? Já tá dormindo de novo.

Agora, dá licença que eu vou contar uns carneirinhos aqui…

Fontes: Grávida Bipolar, Brasil Baby Center; Vila Mulher e Drauzio Varella

Pin It

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>