serpai_mae

O QUE É SER PAI (OU MÃE) SEM BABOSEIRA.

by • março 6, 2017 • ColunaComments (0)983

Esses dias eu dei uma entrevista, e a ultima pergunta era: “O que é ser pai, pra você?”.  Eu dei uma filosofada aqui, uma sambada ali, e saiu uma resposta. Mas to com a sensação de que não dei a resposta que eu queria. E, bem, baseado no que acabara de me acontecer, vou mudar minha resposta. Segue
Querida entrevistadora, eu errei, descurpa. Mas preciso mudar minha resposta. Ser pai não é essa baboseira que eu escrevi aí não. Ser pai é o seguinte:
Ser pai é entrar com o filho no fraldário do restaurante – que por coincidência também é o banheiro melhor apropriado para portadores de necessidades especiais – segurando mas mãos: seu filho, duas bolsas, uma sacola, uma carteira, um celular, duas testemunhas de Jeová e um unicórnio. Seu filho acabou de fazer cocô nas calças, porque o processo de desfralde ainda não está totalmente concluído, então você faz todos os movimentos com muito cuidado pra não melecar as pernas, o tênis, o chão. Você já melecou sua mão de bosta antes? aquele negocio impregna igual hipoglós, não sai por nada, e voce não quer que isso aconteça de novo.
O rebento pula no trocador, fala, resmunga, reclama, chora, ri, faz graça, teima. Na sua cabeça já dava pra ter visto O Titanic nesse tempo, mas a realidade é que você tá lá por uns 8 segundos, lutando pra se segurar em cima do Touro Bandido.

Até que pronto, você conseguiu! Ele tá limpo, roupa limpa, tênis colocado, tudo nos trinques, então você coloca ele no chão e constata: “bom, ferrou, eu preciso cagar”. Sério gente, todo mundo caga. Mas e agora? O ideal seria alguém ficar com ele pra você fazer isso. Mas ah, a porta tá trancada, ele não pode fazer nada. No maximo vai desenrolar todo o papel higiênico no chão (pelo menos desssa vez o papel não tá saindo do seu bolso), o estrago não vai ser tão grande, e convenhamos, você só quer cagar em paz, poxa.
Você senta, arria as calças e se concentra pra fazer o trabalho com maestria, no menor tempo possível. E aí, sabe o que ele faz? Ele aperta o botão do alarme de pessoas com necessidades especiais! Você esqueceu do botão, sua anta!
Um barulho ensurdecedor invade o banheiro (e o restaurante inteiro lá fora). A criança tá ensandecida lá dentro, pulando no ritmo da “música” e enquanto você pressiona o botão repetidamente pra tentar conter o estrupício do alarme, chegam uns 2 funcionários na porta tentando abri-la pra te socorrer.
Você tá lá, sentado, rendido, com as carça arriada, os caras tão tentando entrar pela porta pra te salvar, seu filho tá pulando de um lado pro outro e você se pega gritando em direção à porta: “pessoal! peraí! Eu tô só cagando!”.
E aí, meu amigo, todo mundo lá fora que presenciou isso, das duas uma: ou não tem filhos – e julgam todo o grupo dos que tem a seu bel prazer, ou, tem filhos perfeitos de parto natural, que não bebem suco de caixinha e tomam banho de água filtrada!
Isso, minha gente, isso é ser pai!
Pin It

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>